COLÔNIA

Vamos lá, vou falar de uma cerveja que é muito gostosa, mas pouco valorizada. A Cerveja Colônia. Muitos já viram o merchan dela no programa do ratinho, hoje é a proibida, na minha humilde opinião, bem boa também.

O negócio é o seguinte, antes de tudo, estamos falando de uma cerveja American Larger, ou seja, uma cerveja barata, simples, sem frescuras, totalmente fabricada com ingredientes normais, ou seja, o mesmo estilo que Skol, Brahma, Antarctica, Nova Schin, Itaipava…, cervejas de massa, que a população toma em grandes quantidades – aqui no Brasil são chamadas de Pilsen, mas sabemos que de Pilsen elas não têm nada.

Conservadores não concordarão, mas como essa coluna é nossa, f#@!. Hahahhahah

A Cerveja Colônia é muito saborosa perto dessas que eu citei. Ela é leve e muito, mas muito equilibrada, não é amarga, não é doce, ela me lembra um pouquinho caramelo, como se fosse uma kolsch, pelo menos pra mim, kkkk. Ah, ela também ganhou muitos prêmios internacionais, selo ITQI, Australian International Beer Awards…

Como eu disse, ela é bem mais saborosa que todas as American Lagers que a gente acaba comprando por aí. Em questão de sabor e preço, sem dúvidas ela muito superior.

Bom, por hoje é só, amiguinhos. Bejudugordo.

COLÔNIA – PILSEN

Origem: Paraná.

Tipo: American Lager / Pilsen.

Teor alcoólico: 4,3

Preço médio: R$1,10 – 350 ml

Nota final: 6, ótimo custo benefício.

vitrine_colonia

Por: Felipe Spadoni: Publicitário, nerd, campista, e, para azar de muitos, imitador de cantor de metal.

Leia também